CLIENTE: A chave do marketing para o e-commerce

Em uma era dominada pela internet, o comércio eletrônico vem ganhando cada vez mais relevância na estratégia de vendas de grandes e pequenas marcas. De acordo com uma pesquisa realizada pela Forrester, o mercado virtual brasileiro tem potencial de crescer mais de US$ 25 bilhões até 2017. O Brasil é o 8º país do mundo com maior potencial no varejo on-line, segundo o índice de E-Commerce de Varejo Global criado pela A.T. Kearney.

Com características bastante diferentes do modelo tradicional, o cenário de empreendedorismo online ainda levanta muitas dúvidas em quem deseja ter um e-commerce de sucesso. O fato é que não existe fórmula mágica, mas, com certeza, ter um bom planejamento, conhecimento de mercado, traçar uma estratégia de marketing digital e contar com o apoio de bons profissionais faz toda a diferença. Ter dedicação e dominar as ferramentas de trabalho também são requisitos fundamentais.

Atraia mais clientes para o seu e-commerce

Atraia mais clientes para o seu e-commerce

O desenvolvimento de um layout voltado para a usabilidade do cliente é vital, afinal um dos maiores desafios de qualquer e-commerce é tornar o contato mais próximo, mais quente, mais humano e proporcionar uma experiência de compra eletrônica inesquecível para o consumidor final.

Uma das melhores maneiras de se destacar no meio da concorrência, é valorizar também o atendimento aos clientes. Manter um bom e constante relacionamento, a nível pessoal, com os consumidores e parceiros trará bons frutos. Ajuda / FAQ (Frequent Asked Questions), e-mail, instant messengers (Skype, Chat, WhatsApp, etc) e telefone fixo são algumas das opções a serem oferecidas. E lembre-se quanto mais melhor – mas não basta quantidade, é preciso priorizar a qualidade do atendimento.

O poder de escolha é aliado da fidelização. O cliente deve poder optar por diferentes formas de entrega e frete, se é pelo Correio ou empresas privadas. Depois da venda, a entrega é um momento crítico para o sucesso da loja. Portanto, o empreendedor deve mostrar para o cliente em que etapa da entrega está a encomenda e reservar sempre uma embalagem segura. Uma boa opção é o frete grátis acima de determinado valor – sempre agrada.

Mas de nada adianta ter um e-commerce estruturado se não conhecer bem o público-alvo. Descobrir quais sites ele visita, por exemplo, vai ajudar a formar parcerias fundamentais para a divulgação da loja virtual. O Google AdWords pode ser um aliado importante. Além de ser propaganda de baixo custo dependendo do nicho de mercado, costuma emitir resultados bastante eficientes e lucrativos para a marca. Isso é, se os anúncios da sua campanha de links patrocinados forem bem configurados. Caso a estratégia não esteja bem definida, o prejuízo será certo, pois cada clique é pago, e sem produtos de qualidade ou preços competitivos, não há retorno, somente gastos.

Outra estratégia a ser adotada também é a otimização de sites para os motores de busca ou SEO. Com SEO é possível ranquear o site nos principais motores de busca, sem um elevado custo, ou seja estar entre as principais posições das buscas nos dias de hoje é fundamental para conquistar mais tráfego e mais clientes para o seu e-commerce.

As redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter, são úteis para firmar o relacionamento com os seus clientes, não apenas para vender. De acordo com uma pesquisa da Sophia Mind (2010), 63% dos brasileiros só compram depois de consultar as redes sociais. Já o Estudo e-bit, apontou que R$ 335 milhões foi a contribuição das redes sociais no faturamento do primeiro semestre de 2010.

É preciso enxergar as redes como uma excelente ferramenta de comunicação para atender e entender as necessidades do usuário que está em busca não apenas de compra, mas de conteúdo e troca de experiências para tomar sua decisão de compra. Nelas, há um montante de informações, reclamações, sugestões e desejos que, se bem analisados, se tornam armas poderosas para as empresas, de lojas físicas ou comércio eletrônico,como estratégias de negócio.

Manter o foco em vendas, portanto, trará resultados apenas a curto prazo. Já o marketing digital voltado para o relacionamento com cliente poderá ser convertido em vendas e fidelização a médio e longo prazo – uma estratégia bem mais atraente do ponto de vista comercial. Não existe marketing mais barato e confiável do que manter um comprador satisfeito a ponto de retornar à loja e indicá-la a seus conhecidos.

curta noss fan page no facebook

By | 2015-05-19T13:49:34+00:00 maio 19th, 2015|Marketing Digital|0 Comments

Leave A Comment